Este homem viveu 25 anos numa gruta… Quando viram o seu interior, as pessoas ficaram de boca aberta!

Confúcio disse “faça o que você ama e você não vai trabalhar um único dia na sua vida”. Esta máxima do filósofo chinês aplica-se a todos aqueles que tiveram a sorte ou a coragem de dedicar sua existência à sua paixão. Uma condição de graça que quase leva a não sentir fadiga e transformar uma profissão num verdadeiro ato de amor.

Prova disso é Ra Paulette, que tem transformado cavernas no Novo México em obras de arte há mais de 25 anos.

O homem escolheu passar quase três décadas sozinho no sudoeste da América do Norte, num dos estados famosos por sediar uma cadeia de montanhas rochosas.

Apenas seu cão lhe fazia companhia, enquanto ele passava todo o seu tempo escondido no ventre da terra esculpindo as paredes de pedra, tornando-as obras-primas de uma beleza inimaginável.

Michelangelo afirmou que cada bloco de granito já esconde uma estátua em si, o homem se limita apenas a eliminar o supérfluo para que ela venha à luz. Neste caso, é como se Ra Paulette fizesse a mesma coisa, mas revelando a verdadeira alma da pedra por dentro.

Olhando para o resultado, parece incrível que ele tenha sido feito por uma pessoa, mas Ra não usa nenhuma máquina, apenas ferramentas manuais, como picadores de gelo e cinzéis.

Ra Paulette é a manifestação humana da gota que escava na rocha, com paciência inesgotável e acima de tudo com um amor que vai além de qualquer senso de dever.

O idoso, agora com 70 anos, não estudou engenharia nem arquitetura, o que ele fez e ainda faz é resultado de um talento inato, aperfeiçoado ao longo do tempo como uma pessoa auto-didata.

Entrar nessas cavernas é como fazer uma viagem a um mundo mágico, onde formas, linhas e geometrias foram criadas em todos os ângulos e superfícies que chamam a atenção e nos deixam sem palavras.

Mais de 20 milhões de pessoas viram as imagens fantásticas na internet, e muitas tiveram a alegria de visitar seu trabalho, sentindo-se como protagonistas de um conto de fadas. Durante sua atividade, Ra Paulette decorou mais de uma dúzia de cavernas e pretende continuar até que tenha energia suficiente para fazê-lo.

Poucas pessoas no mundo podem dizer que realmente fazem o que amam ou deixam um traço eterno de sua passagem, Ra é o exemplo vivo daqueles que conseguiram fazer as duas coisas!


Mais Dicas:

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Redes Sociais

560,561FãsGosto
10,313SeguidoresSeguir
170,724SeguidoresSeguir
90SubscritoresSubscrever

Dicas Recentes

Publicidade

Top da Semana